Critérios de avaliação

IMPORTANTE: As propostas serão avaliadas numa escala de0 a 100 pontos e serão classificadas de acordo com a sua pontuação final. O limiar mínimo foi fixado em 75/100 pontos.

  Critérios Definição Ponderação máxima
1. Pertinência do projeto Este critério avalia tanto a pertinência do projeto relativamente aos objetivos do convite à apresentação de propostas como a coerência interna e a lógica geral da descrição do projeto (estrutura e exequibilidade). Em particular, este critério avalia: a) Em que medida a proposta melhora a acessibilidade, o reconhecimento e valorização dos artistas e das suas obras; b) O grau de impacto do projeto nos beneficiários-alvo (incluindo grupos vulneráveis: mulheres, crianças e jovens, minorias, migrantes, grupos discriminados, etc.); c) As potenciais sinergias com iniciativas ou organizações existentes e os diferentes sectores profissionais da cultura e não só; d) O envolvimento de agentes locais independentes, grupos comunitários, etc. ; e) Em que medida a proposta promove a criação de emprego; f) Uma maior formação individual ou coletiva dos grupos implicados, incluindo na área da educação para a imagem; g), O nível de concreção, coerência interna, viabilidade do projeto, exequibilidade qualitativa e temporária, bem como a capacidade de avaliar e autoavaliar; h) O aspeto ou aspetos inovadores, incluindo na perspetiva da inovação tecnológica; i) As estratégias propostas para garantir a sustentabilidade do projeto e/ou a intensificação do seu impacto, incluindo a sustentabilidade da empresa; j) A sustentabilidade e a perdurabilidade da ação e/ou dos seus impactos 30
2. Qualidade da proposta financeira Este critério avalia o orçamento do projeto nomeadamente no que diz respeito a: a) atividades devidamente refletidas no orçamento; b) exatidão e coerência dos custos estimados em relação às práticas locais; c) exequibilidade dos resultados estimados em relação aos custos estimados. Da mesma forma, uma estratégia de financiamento clara fornecendo elementos evidenciando fontes de financiamento complementares confirmadas ou potenciais (cofinanciamento dos requerentes) será avaliada positivamente.  20
3. Estratégia de comunicação  Este critério avalia a estratégia de comunicação do projeto, a sua capacidade de atingir diferentes grupos-alvo e públicos, de estabelecer sinergias, redes e colaborações com outros projetos e operadores. Avalia ainda a capacidade de sensibilização do projeto. 20
4. Potencial da equipa do projeto Este critério avalia a qualidade e estrutura da equipa do projeto e da sua parceria. Também tem em linha de conta se o projeto apresenta um valor acrescentado claro em termos de: a) cooperação transregional; b) aproximação a questões de juventude e de igualdade de género, particularmente no âmbito da equipa do projeto. 20
5. Experiência anterior  Este critério avalia o conhecimento técnico do chefe de projeto e do ou dos coorganizadores nos domínios ligados ao projeto para garantir a boa qualidade dos resultados. 10

  • projet 3
  • oacp
  • acp-eu
  • European Comission
  • projet 3
  • Interarts
  • CetD
  • CEEAC
  • INA